Breve história do Bairro do Alboi – antes e depois

alboi-antigo-aveiro-1880
Isolado, o edifício do «novo matadouro», obra de 1870. Ao centro, os terrenos, cortados por um esteiro, onde assentaria a parte moderna, ou seja, então ainda «a haver» do bairro do Alboi. Foto das mais antigas da cidade, presumivelmente de 1880

A etimologia do nome Alboi poderá vir de 3 origens, cada uma com o seu quê de lógico. Segue-se uma breve história do Bairro do Alboi em Aveiro.Ora, por um lado, crê-se que poderá advir da palavra Avô, que dito de forma arcaica, poderia ser pronunciado Alavóo e simplificado para Alvóo e, com a nossa tão típica troca de Vs por Bs, Alabóo > Alabó > Albói. Também se sabe que Alboio é um alpendre, telheiro, cúpula ou abóbada e no Minho usa-se o termo para definir arrecadação, o que poderá justificar o seu nome.  E, uma vez que era uma zona frequentada por uma provável colónia de homens ingleses, poderá advir do termo All-Boys ou Albion, a designação poética de Inglaterra.

Sabe-se que no século XV, a ainda vila de Aveiro estava munida de muralhas que circundavam as zonas nobres. Extramuros, situava-se o Alboi, povoado por mercadores, mercantes, pescadores e marnotos essencialmente ingleses, holandes e flamengos. Esta poderá ter sido a base da economia de Aveiro, por ser um importante local para a indústria pesqueira e a produção de sal, dando lugar às principais trocas comerciais da região.

aveiro-muralha-bairro-alboi

Passou a ser o conhecido Bairro do Alboi quando, no século XIX, o benfeitor Domingues João dos Reis, empresário aveirense afortunado e altruísta, decidiu criar um bairro social (um dos primeiros de Portugal) com 60 moradias para arrendamento, que contemplavam famílias modestas e carenciadas. O plano consistiu em arrendar estas habitações por 20 anos a cada família e, ao fim de 20 anos, as moradias passariam a ser propriedade dos moradores. Foi desenvolvido com uma arquitectura em voga na época,  com base na teoria arquitectónica inglesa da “cidade-jardim”, intimista e organizada, com pequenas casas térreas à volta de um jardim comum, com fins recreativos e de encontro.

ponte-dobadoura-bairro-alboi-aveiro
Bairro do Alboi, do lado do Cais do Paraíso, em data incerta. Pode ver-se ao fundo a ponte da Dobadoura.

Foi no Bairro do Alboi que nasceu uma das mais antigas e ainda activas filarmónicas populares de Portugal, a Banda Amizade, que conta já mais de 150 anos de existência (183 este ano)! Neste vasto espaço de tempo, contribuiu para a educação musical de inúmeras pessoas, que com muito esforço e dedicação, têm mantido viva esta filarmónica tão querida do povo aveirense. Em sua homenagem foi construído um monumento, em 1990, situado no jardim do bairro e mantido até aos dias que correm.

Sede da banda-amizade-bairro-do-alboi-aveiro
Edifício da sede da Banda Amizade
banda-amizade-bairro-do-alboi-aveiro
A Banda Amizade, em data incerta

Recentemente o Bairro do Alboi foi alvo de obras de requalificação, no âmbito do projecto do Parque da Sustentabilidade, que estende este a outros parques da cidade, nomeadamente a Baixa de Santo António e o parque Infante D. Pedro. O jardim central, onde se reuniam moradores e transeuntes, munido de árvores, parque infantil e bancos de repouso, foi dividido em duas partes, no meio das quais se deu lugar a uma estrada de passagem automóvel. O ar intimista que se viveu naquele bairro não se perdeu totalmente dando lugar a um parque mais airoso e urbano, onde hoje podemos ver, além de crianças a brincar no novo parque infantil e pessoas em esplanadas ensolaradas, novas tendências de desporto, como o skate e os patins em linha nos passeios alisados que ladeiam a zona verde e o canal do cais do Paraíso.

bairro-alboi-moderno-aveiro
O atual Bairro do Alboi, após as obras de requalificação

Conheça os imóveis, terrenos e negócios disponíveis no Alboi

moradias-lojas-negocios-apartamentos-aveiro-alboi


Fontes:
 – www.cronicasdavenida.blogs.sapo.pt;
– www.prof2000.pt;
– www.drapc.min-agricultura.pt/base/documentos/historia_bacalhau.htm;
– amigosdavenida.blogs.sapo.pt;
– pela-positiva.blogspot.pt

– 

Deixar uma resposta